O que significa Endodontia?

A Endodontia é uma especialidade odontológica que realiza tratamentos na parte interna do dente. Ou seja, ela envolve o tratamento de toda a estrutura, da região também conhecida como “polpa dentária”. O principal objetivo dessa especialidade é a proteção do dente por meio da prevenção, diagnóstico e prognóstico do paciente, realizando o melhor tratamento para o cliente e controlando a polpa dos tecidos perirradiculares.

Posts Recentes
endodontia

Endodontia: tudo sobre essa área de atuação!

A Endodontia é uma área da Odontologia que faz toda a diferença em uma clínica. Esse tipo de tratamento é essencial para o sucesso da reabilitação oral, melhorando a saúde dos pacientes. 

Mesmo que a maioria das pessoas considere esse procedimento apenas um tratamento de canal, ele vai muito além disso. Afinal, ele é importante para manter a saúde bucal do paciente em dia. 

Neste sentido, ter uma clínica odontológica que oferece a Endodontia como tratamento é fundamental! Quer conhecer todos os detalhes sobre essa área da saúde? Continue a leitura e descubra. 

Sonha em ser dentista? Na Estácio você realiza esse sonho! Acesse o site agora e confira!

O que significa Endodontia?

A Endodontia é uma especialidade odontológica que realiza tratamentos na parte interna do dente. Ou seja, ela envolve o tratamento de toda a estrutura, da região também conhecida como “polpa dentária”.

O principal objetivo dessa especialidade é a proteção do dente por meio da prevenção, diagnóstico e prognóstico do paciente, realizando o melhor tratamento para o cliente e controlando a polpa dos tecidos perirradiculares.

Graças ao avanço tecnológico, essa área da odontologia foi a que mais se beneficiou, principalmente na última época. Hoje é possível desenvolver tratamentos rápidos, seguros e responsáveis. 

Vale ressaltar que a percepção que o tratamento de canal é dolorido vem sendo quebrada aos poucos. Afinal, hoje é possível encontrar clínicas que atendem a população com essa nova tecnologia, realizando o procedimento com tranquilidade. 

Quais são os sintomas?

Mesmo que a ida a uma clínica odontológica deva acontecer de tempos em tempos, a maioria dos pacientes não faz isso. Neste sentido, para descobrir a necessidade do tratamento da Endodontia, os seguintes sintomas são apresentados. 

  • A dor no dente é persistente e pode ser potencializada quando há a ingestão de alimentos quentes ou frios;
  • Quando os pacientes sentem dor no maxilar superior a mandíbula, sendo reflexo do dente inflamado. Isso pode causar dor de cabeça nos pacientes, além de dores nos ouvidos;
  • Um trauma aparente, como dentes escurecidos, que pode ser um sinal de infecção;
  • Ao redor do dente inflamado, aparecem bolhas de pus ou sangue;
  • Os pacientes têm dificuldade para mastigar devido ao inchaço ao redor do dente;
  • Quando o nervo fica exposto devido a fratura no dente. 

Todos esses são sinais e sintomas que os pacientes devem ficar de olho. E, quando for preciso, consultar uma clínica especializada nesse tipo de tratamento para obter todo o auxílio necessário. 

Como o tratamento de canal é feito?

Quando há uma lesão ou ruptura que danifica a polpa do dente, o tratamento de canal é indicado aos pacientes. Ou seja, sempre que os sinais e sintomas citados acima persistirem, entre em contato com o especialista na área.

Como citado anteriormente, por conta do avanço tecnológico, a área de Endodontia se beneficiou. Hoje é possível realizar esse tipo de procedimento de maneira fácil, segura e rápida. Esse procedimento inclui até cinco etapas, são elas.

1. Aplicação da anestesia e abertura

Para dar início ao tratamento, os especialistas aplicam anestesia no local e realizam a abertura do dente. Essa abertura é realizada na coroa do dente e segue até a câmara da polpa dentária. 

Por se tratar de uma anestesia local, os pacientes não sentem nenhum tipo de dor durante o processo. Essa anestesia será aplicada por meio de pequenas injeções diretamente na gengiva. Para reduzir a sensação da agulha, alguns especialistas optam pela pomada. 

2. Remoção do tecido infectado

Assim que a anestesia for aplicada e o dente for aberto, o próximo passo envolve remover todo o tecido infectado. Durante essa etapa, são utilizadas limas. E, assim que o processo é finalizado, o canal é modelado e passa a receber todo o material para a restauração.

3. Restauração do canal

Assim que a inflamação for removida completamente, e o paciente já ter passado pela higienização, o especialista realizará a obturação do canal com um material permanente. Esse procedimento é conhecido como “guta-percha”, contribuindo para que o dente fique longe de contaminações e inflamações novamente. 

A “guta-percha” é uma resina muito utilizada na área de odontologia, sendo bem aceita nos tecidos vivos. Trata-se de uma substância maleável e biocompatível, ou seja, ela se adapta bem durante a obturação. 

4. Reconstrução

O quarto passo envolve a reconstrução do dente. Nesta etapa, o dente será preenchido pela “guta-percha”, vedando completamente a sua abertura. Esse material é mantido no local até que o dente recebe a coroa ou passe por uma restauração. 

endodontia

5. Acabamento

Para finalizar o processo da Endodontia, um acabamento em coroa é dado para o dente. Enfim, essa fase também é conhecida como “restauração dentária”, processo em que o especialista preenche o dente com resina. 

Ou seja, todo o espaço que foi criado para a remoção da inflamação, será preenchido com esse material. Vale ressaltar que a resina consegue reconstruir o formato original do dente do paciente, independentemente do local.